Brasileirão: Cruzeiro empata; Atlético vence Palmeiras

Brasileirão: Cruzeiro empata mais um jogo

Mesmo jogando em casa, o Criciúma armou uma forte retranca para enfrentar o líder do Brasileirão e conseguiu parar o Cruzeiro. O empate sem gols, na noite deste sábado, no Estádio Heriberto Hülse, no interior catarinense, foi o segundo consecutivo da equipe celeste, que não conseguiu vencer nenhum dos seus dois jogos seguidos como visitante.

Agora, o clube mineiro precisa ‘secar’ o Fluminense, que recebe o Coritiba, ainda no sábado, e que pode reduzir para dois pontos a diferença entre líder e vice, que era de cinco, após a 12ª rodada.

Além do tricolor carioca, o Internacional que recebe o Grêmio, neste domingo, no Beira-Rio, também poderá chegar aos 28 pontos, encostando no Cruzeiro, que soma 30 e que já não tem tanta tranquilidade assim.

Apesar dos dois empates, a equipe cruzeirense chega a seis jogos sem derrota. E não faltou vontade de vencer. Tanto que o técnico Marcelo Oliveira colocou o atacante Dagoberto no lugar de Lucas Silva.

Além disso, o clube mineiro reclama da anulação de dois gols, que considera pelo menos duvidosos. “É lamentável saber depois do jogo que o gol foi legítimo, não houve impedimento”, afirmou Marcelo Oliveira, referindo-se ao gol anulado no segundo tempo, marcado por Willian, após participação de Marcelo Moreno.

Já o Criciúma, parou o líder, avançou uma posição na classificação (é o 12º com 16 pontos), mas segue sem vencer há quatro partidas, com dois empates e duas derrotas nesse período.

Atlético derrota o Palmeiras

Atlético e Palmeiras fizeram um jogo franco, neste domingo, no Independência, em que a busca do gol foi constante, mas em que os erros, especialmente de passes, comprometeram as atuações das equipes. Menos mal para o Atlético, que não desistiu de buscar o triunfo até o fim, depois de sair à frente com gol de Diego Tardelli, ceder o empate com Henrique, mas marcar por meio de Dátolo, aos 42 min do segundo tempo, chegou ao triunfo, por 2 a 1. A ironia fica por conta do gol que derrotou a equipe palmeirense ter sido marcado por um argentino, contra um time recheado de Hermanos. Dessa forma, o time palmeirense completou oito jogos seguidos sem vitória no Brasileirão e o técnico Ricardo Gareca segue sem sentir o gosto de um triunfo pelo Campeonato Nacional.

A sétima derrota do Palmeiras na competição só não piorou a classificação da equipe por causa dos tropeços de Botafogo e Vitória, mas, a situação é preocupante e a zona de rebaixamento uma ameaça ainda maior. O time de Gareca continua com 14 pontos, um a mais apenas que o time botafoguense, que abre a zona de degola. “É difícil explicar o que acontece, mas temos de ter consciência. Nosso time tem de lutar porque senão pode acontecer o pior”, disse o zagueiro Lúcio.

Já o Atlético, que obteve sua segunda vitória consecutiva como mandante, chegou aos 22 pontos e assumiu a sexta posição, reduzindo para quatro a distância em relação ao G4 do torneio. E os atleticanos saíram reclamando a não marcação de dois pênaltis: um possível empurrão de Tobio em Luan e um toque de Victor Luiz. A arbitragem considerou normal os dois lances.

Sábado, 18:30

Bahia  1 X 0 Goiás

21:00

Fluminense 1 X 1 Coritiba

Domingo, 16:00

Flamengo 1 X 0 Sport

Santos 0 X 1 Corinthians

Atlético-PR 1 X 0 Botafogo

Internacional 2 X 0 Grêmio

18:30

Atlético-MG 2  X 1 Palmeiras

São Paulo 3 X 1 Vitória

Chapecoense 0 X 1 Figueirense

Classificação

Cruzeiro

30

14

9

16

Internacional

28

14

8

10

Corinthians

27

14

7

10

Fluminense

26

14

8

11

São Paulo

23

14

6

6

Atlético-MG

22

14

6

4

Atlético-PR

22

14

6

3

Sport

21

14

6

-4

Santos

20

14

5

7

10°

Goiás

20

14

5

-2

11°

Grêmio

19

14

5

-1

12°

Criciúma

16

14

4

-10

13°

Chapecoense

15

14

4

-5

14°

Palmeiras

14

14

4

-8

15°

Vitória

14

14

3

-4

16°

Figueirense

13

14

4

-11

17°

Botafogo

13

14

3

-2

18°

Bahia

13

14

3

-5

19°

Flamengo

13

14

3

-11

20°

Coritiba

12

14

2

-4

 Fonte: www.uol.com.br

Compartilhe

PinIt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.