Morre a atriz Ruth de Souza, aos 98 anos, no Rio

A atriz Ruth de Souza morreu no fim da manhã deste domingo, 28, aos 98 anos de idade, no Rio de Janeiro. Ruth estava internada no Hospital Copa D’Or, em Copacabana, na zona sul da cidade.

Ruth Pinto de Souza foi a primeira atriz negra a subir ao palco do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, numa peça de Eugene O’Neill, “O Imperador Jones”. Ela também foi pioneira no Teatro Experimental do Negro e estreou no cinema em 1948, no filme “Terra Violenta”, adaptado do romance “Terras do Sem Fim”, de Jorge Amado.

A atriz atuou em dezenas de programas na televisão, desempenhando o último papel de sua vida na minissérie “Se eu fechar os olhos agora”, veiculada pela TV Globo este ano.

O último trabalho da atriz foi na minissérie Se eu fechar os olhos agora, da TV Globo, filmado este ano. Ela foi homenageada no carnaval de 2019 pela escola de samba Acadêmicos de Santa Cruz durante desfile da Série A.

O ator Paulo Betti disse que a morte de Ruth é uma grande perda para a cultura do país. “Ela é uma figura muito importante para a cultura brasileira. Fez o Teatro do Negro. Foi uma pioneira”, disse Betti destacando que acompanhava a “brilhante trajetória” de Ruth na televisão, no teatro e no cinema. “É uma perda. Lamento muito”.

O cineasta e imortal da Academia Brasileira de Letras (ABL) Cacá Diegues destacou que Ruth de Souza não foi só uma grande atriz, “como também foi um símbolo da ascensão da qualidade do trabalho dos negros, todos grandes atores”.

Ruth de Souza é considerada a primeira-dama negra do teatro, do cinema e da televisão brasileira. Foi a primeira brasileira indicada ao prêmio de melhor atriz em um festival internacional de cinema, com o papel de Sinhá Moça, no Festival de Veneza, em 1954.

Informações Agência Brasil

Compartilhe

PinIt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.