Fórmula 1: Kimi Raikkonen só volta a correr em 2014, por conta de saúde

O piloto finlandês Kimi Raikkonen optou por fazer uma cirurgia na coluna para resolver um problema que causa dores desde um acidente sofrido há 12 anos, quando corria pela Sauber, e está fora das duas corridas restantes da temporada da Fórmula 1 em 2013. A informação foi publicada neste domingo pelo site da revista Autosport.

De acordo com o empresário de Raikkonen, Steve Robertson, o tempo de recuperação do piloto após a cirurgia está estimado em quatro semanas, o que inviabiliza sua participação nos grandes prêmios dos Estados Unidos, no próximo domingo, e do Brasil, no dia 24.

“O ideal teria sido terminar a temporada com a Lotus nesses dois GPs, mas devido à dor severa que Kimi está tendo, infelizmente não é possível”, disse Robertson. Raikkonen reclamou algumas vezes durante a temporada sobre as dores nas costas.

No GP de Cingapura, em setembro, se classificou apenas na 13ª colocação do grid de largada após demonstrar desconforto nos treinos. Na corrida, conseguiu um terceiro lugar, mas foi ao pódio com muitas dores.

Raikkonen esteve envolvido recentemente em polêmica com a Lotus por causa do pagamento de salários, que estaria em atraso. No GP dos Emirados Árabes, no último fim de semana, chegou a ameaçar ficar de fora das últimas etapas da temporada, mas voltou atrás depois que a equipe confirmou o depósito dos valores devidos.

“Eu não posso dar detalhes do que foi acordado, porque isso é confidencial por ambas as partes. Mas só posso dizer que tudo está resolvido, e ele participa das provas finais”, disse há seis dias o chefe da Lotus, Eric Boullier.

Agora, sem Raikkonen, a Lotus terá apenas uma semana para decidir quem será o piloto substituto nas últimas corridas do ano. Além disso, a situação financeira do negócio que envolveu a permanência do piloto após a polêmica dos salários também está em xeque, segundo o Autosport, por causa da empresa que investe na equipe ter ajudado a manter o finlandês.

Raikkonen encerra, portanto, sua passagem pela Lotus após duas temporadas, com duas vitórias em 34 GPs disputados. No ano passado, foi terceiro colocado no Mundial de Pilotos, posição que ocupa este ano. O finlandês tinha chances remotas de ser vice-campeão, em briga com o espanhol Fernando Alonso, mas agora deve ser ultrapassado por Lewis Hamilton, da Mercedes, na classificação.

O finlandês já tem contrato assinado com a Ferrari para a temporada de 2014 e será companheiro de Alonso, substituindo o brasileiro Felipe Massa.

Compartilhe

PinIt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.