Manhuaçu: Reunião organiza ações para combate ao mosquito da Dengue na Ponte da Aldeia

DSC05707 DSC05712
<
>

Uma importante reunião foi realizada na ESF (Estratégia Saúde da Família) do Bairro Ponte da Aldeia, na noite da terça-feira, 16/04, para organizar ações de combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya e outras doenças atribuídas à ele. Chama a atenção para o considerável número de pessoas com suspeita de terem contraído o vírus, chegando a 36 notificações nos últimos dias no bairro.

A reunião foi coordenada pela enfermeira da unidade, Carla Mendes, que destacou este momento de atenção redobrada que vive a ESF do bairro com o atendimento à diversas pessoas com sintomas de Dengue. “A procura pela unidade aumentou consideravelmente e a suspeição de dengue tem gerado esta preocupação em todos nós”. Carla informou que todos os procedimentos estão sendo tomados e garantidos pela Secretaria Municipal de Saúde, por meio da unidade.

Outro importante momento foi a fala da coordenadora do Setor de Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde, Emilce Estanislau. Segundo Emilce, já houve a confirmação de casos de Dengue no bairro e isto leva todos a entrarem em alerta. “Há focos em todo bairro, mais notadamente nas Ruas Primeiro de Maio e Padre Afonso Hans e adjacências. Emilce citou o caso de um paciente que teve o quadro agravado e que precisou de internação hospitalar tendo corrido risco de morte com a doença.

Cuidados são os mesmos de sempre

Tanto a enfermeira quanto a coordenadora da Vigilância Ambiental foram categóricas ao afirmar que o combate ao mosquito continua sendo o mesmo e que todos sabem como fazê-lo, ou seja, eliminando a água parada e assim os criadouros. Se elimina o mosquito, diminui a possibilidade de mais pessoas contraírem a doença. É preciso tirar pelo menos 10 minutos por semana para dar uma limpeza na casa, no quintal, enfim, localizar e colocar fim em possíveis criadouros. É preciso agir! Não basta saber o que fazer!

Mobilização

Já está sendo organizado um mutirão de limpeza do bairro. Tratativas com o SAMAL estão sendo feitas para a disponibilização de caminhões para a retirada de lixo e materiais que podem acumular água parada nas casas e quintais. O morador faz a limpeza e acondiciona o material e o SAMAL recolhe. A data será divulgada no bairro.

Emilce pediu também a mobilização dos participantes da referida reunião quanto à divulgação da situação no bairro nas escolas, igrejas, associações, etc.

O alerta se faz necessário, pois a Dengue é uma doença que pode levar a pessoa à morte.

Luiz Nascimento

Compartilhe

PinIt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.