Abre Campo: Inquérito de ex-namorado agressor é concluído pela PC

A PC de Minas Gerais, através dos Policiais da 31ª DPC/Abre Campo, iniciou uma investigação relativa ao crime de lesão corporal com violência doméstica que envolveu uma vítima de 27 anos e seu ex-namorado de 28 anos,  em Abre Campo no último dia 25/06, na residência da vítima, onde as circunstâncias apontavam para o crime previsto nos preceitos da Lei 11340/2003.

O caso gerou grande repercussão na Comarca de Abre Campo, sobretudo pelas fotos da vítima lesionada que circularam nas redes sociais com populares pedindo “justiça contra o agressor “.

A investigação tramitou, sendo colhidos indícios de autoria e materialidade demonstrando que o autor agrediu de forma dolosa a vítima, causando lesões na face e cabeça da vítima as quais necessitaram atendimento médico com sutura nas regiões lesionadas.

Durante a tramitação da investigação, o autor não foi localizado e devido a gravidade dos fatos, foi representado pela prisão preventiva em desfavor do autor, tendo a Promotoria Pública se manifestado favorável a prisão vindo o Juiz da 2ª Vara Cível, Crime e Execução Criminal de Abre Campo a decretar a prisão preventiva do autor.

Na data de 01/08, o investigado se apresentou juntamente com seu advogado na Delegacia de Abre Campo, onde prestou declaração sobre os fatos, sendo formalizado o cumprimento do mandado de prisão preventiva em seu desfavor.

O inquérito policial foi concluído e será encaminhado para apreciação do Ministério Público e Poder Judiciário.

Nos crimes de lesões corporais praticadas no âmbito doméstico e familiar, a reconciliação do casal ou a ausência de vontade da vítima em vê-lo processado não impedem a aplicação de medidas que objetivam resguardar a ordem pública, por se tratar de crime de ação penal pública incondicionada, visando à proteção da integridade física e psíquica da mulher.

A investigação foi coordenada pelo Delegado Dr. Breno Barbosa Itamar de Oliveira, com os trabalhos investigativos realizados pelos investigadores João Victor Teixeiras Camargo Diniz e Ronaldo de Assis Mamedio, os trabalhos cartorários realizados pela Escrivã Jordana Patrícia Pereira Paiva e auxiliar administrava Miliany Tolentino Coelho.

Informações Polícia Civil

Compartilhe

PinIt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *