Prefeitura restaura o Palácio da Cultura de Manhuaçu

cultura1 cultura2 cultura3 cultura4
<
>

Considerado como um dos principais patrimônios arquitetônicos e cartão postal da cidade, o Palácio da Cultura teve as obras de restauração concluídas pela Prefeitura de Manhuaçu, por meio da Secretaria M. de Cultura, com recurso do ICMS Cultural encaminhado ao Fundo Municipal de Patrimônio Cultural.

A Prefeita Cici procedeu com a entrega das chaves do prédio histórico restaurado na manhã desta terça-feira, 16/06, em ato que contou com a participação das Secretárias M. de Cultura e Turismo, Dilma Resende Lima, e de Planejamento, Dra. Anna Carulina Lopes Pinto; Presidente da Casa de Cultura, Dr. Paulo Roberto de Magalhães Alves; Presidente do Compac (Conselho M. de Patrimônio Cultural), Fabrício Santos; Presidente do Comtur (Conselho M. de Turismo), Udson Caldeira, e do Presidente da Academia Manhuaçuense de Letras, SJ de Moraes, e da esposa, Professora Heb Maria Vaz Bechara, Tesoureira da AML, em solenidade simples e reservada, obedecendo aos protocolos de saúde quanto ao coronavírus.

O PALÁCIO E SUA HISTÓRIA

Fundado em 1929, o prédio da Casa de Cultura foi construído para sediar agência do Banco Hipotecário e Agrícola do Estado de Minas Gerais. Na época, o recinto abrigava também a casa do gerente da agência.

No decorrer dos anos, a edificação funcionou como sede do antigo INPS (atual INSS) e da Delegacia Regional de Segurança Pública. Ficou inativa durante um período, e, no começo dos anos 2000, tornou-se o Palácio da Cultura – ‘Casa de Cultura Ilza Campos Sad’.

Em seu uso atual, a casa de cultura é importante referência para pesquisa, registro e coordenação das manifestações culturais, com promoção da arte e a cultura através de concursos, exposições e outros eventos. No local também são realizadas as reuniões da Academia Manhuaçuense de Letras.

O recinto abriga museu com acervo sobre a história e personalidades da cidade que, por vinte e dois dias, foi considerada República independente, a partir da saga do lendário Coronel Serafim Tibúrcio, no final do Século XIX.

O imóvel foi tombado em 2001 pelo IEPHA (Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais).

HISTÓRIA RESGATADA

Antes da reforma, o prédio apresentava problemas na estrutura, como tábuas apodrecidas, buracos, ladrilhos desgastados ou faltosos, janelas de madeira e ferro com a pintura danificada e ferrugem, portas de madeira com furos, envergadas e com pintura ou o verniz desgastado, paredes com manchas de umidade e reboco danificado, entre outros problemas.

Com acompanhamento dos membros do COMPAC e da Secretaria de Cultura e Turismo, e fiscalização realizada por arquitetos e engenheiros da Secretaria M. de Obras, a empresa responsável pelas obras executou a restauração com plena observância da Legislação e critérios relacionados à conservação do patrimônio histórico.

A estrutura foi revitalizada, o local ficou mais bonito e em condições para receber a população.

A Administração Municipal providenciará nova manutenção na Praça Carlos Roberto de Castro, onde o Palácio da Cultura está localizado.

SCS – Prefeitura de Manhuaçu

Compartilhe

PinIt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.