Novo presidente do Cruzeiro alfineta Atlético

O novo presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, alfinetou o Atlético em entrevista ao canal Fox Sports. O mandatário disse que o clube alvinegro não é o ‘grande rival’ da Raposa por não ter muitos títulos.

“O Atlético não é o grande rival do Cruzeiro. O rival do Cruzeiro é o Grêmio, o São Paulo… times que têm muito título. O Cruzeiro é o time disparado que tem mais títulos aqui em Minas Gerais e a gente rivaliza só com quem tem isso também. Seis Copas do Brasil, quatro (Campeonatos) Brasileiros, duas Libertadores… Então, esses são os nossos grandes rivais nossos no âmbito nacional”, disse.

Sérgio Rodrigues foi eleito o novo presidente do clube celeste na noite dessa quinta-feira. Ele foi eleito ao lado dos vices-presidentes Lidson Potsch Magalhães e Biagio Pelluso para mandato que terá duração de sete meses – 1º de junho a 31 dezembro de 2020. O dirigente revelou que já planeja ações e eventos para o centenário do Cruzeiro, no próximo ano.

Recentemente, o presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, também alfinetou o clube celeste. O mandatário alvinegro acredita que uma geração de torcedores do Cruzeiro migrará para o Galo no futuro por causa da grave crise que atravessa a equipe celeste.

“O fluxo de torcida está diretamente ligado ao sucesso que o time tem. Se nós formos analisar a situação atual do Atlético e dos nossos adversários, o América, que tem uma torcida que é meio estagnada, e o Cruzeiro, que tem uma torcida grande, mas que, diante do que se avizinha, eu acredito que eles vão perder muitos seguidores, muitos torcedores”, frisou Sette Câmara, em entrevista à TV Galo.

Cruzeiro lamenta a morte do ex-atacante Eli Carlos

O Cruzeiro prestou homenagem a Eli Carlos, falecido nesta sexta-feira, em Campinas, aos 66 anos. Ex-jogador do clube celeste entre 1977 e 1980, ele conquistou o Campeonato Mineiro de 77, na melhor temporada pela equipe estrelada.

Eli Carlos estava internado em Campinas desde 2018, quando sofreu parada cardíaca ao ser submetido a endoscopia. Ele vinha sendo mantido vivo por aparelhos e teve a morte confirmada nesta sexta-feira. O sepultamento foi no Cemitério do Flamboyant, na mesma cidade paulista, em área reservada apenas para parentes. Ele deixou esposa e duas filhas.

Superesportes/uai.com.br

Compartilhe

PinIt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.