Região: Acusados de pistolagem e tráfico são presos pela Polícia Civil

A Polícia Civil de Minas Gerais, através da 31ª Delegacia de Matipó/MG, concluiu nesta segunda-feira, 02/09, as investigações do crime de Homicídio ocorrido na data de 04/11/2016 em Abre Campo – MG, no Córrego Pouso Alto.

O homicídio em questão Elerson Tadeu Miranda, que foi executado em casa, na frente dos filhos e esposa, por três autores encapuzados e armados.

O crime foi devidamente apurado, sendo comprovado através do Inquérito Policial os autores foram Cléber Rodrigues Fernandes, de Matipó/Abre Campo, Zezé Miranda, de Matipó. O terceiro envolvido, que levou os conhecidos pistoleiros até o local seria Dinei Soares de Souza, morador do Pouso Alto, que conhecia a região e a vítima.

Intensas investigações têm sido realizadas, não apenas para apurar esse homicídio, mas de outros ocorridos em Sericita, Padre Fialho/Matipó e Pedra Bonita em 2017 e 2018 quando diversas pessoas foram executadas por crimes de encomenda.

Seguindo a linha de que pistoleiros tinham sido contratados para efetuarem os crimes, várias diligências foram realizadas. A Justiça, com parecer favorável do Ministério Público, decretou as prisões cautelares de Cléber e Dinei por entender que a autoria está comprovada e porque representam um risco à ordem pública.

A operação que desencadeou com a prisão de Dinei em sua casa no Pouso Alto, contou com investigadores de Matipó e Abre Campo.

Cléber, de Matipó/Abre Campo, já está preso por esse e vários outros homicídios que estão sendo apurados, inclusive sendo acusado de matar o seu parceiro de crime Zezé Miranda e sua esposa em Matipó.

O Delegado e investigadores de Matipó e Abre Campo ressaltam que a Polícia Judiciária segue trabalhando para dar respostas à comunidade  e destacam que crimes como esse demandam tempo por conta da complexidade das investigações.

Lajinha: Polícia Civil prende integrante de quadrilha de traficantes

As equipes de Policiais Civis de Mutum e de Lajinha-MG, coordenadas pelo Delegado, Dr. Henrique Rabello, cumpriram nesta segunda-feira, 02/09, em Chalé-MG, o Mandado de Prisão Preventiva expedido em desfavor de E. S. F, 23 anos, foragido da Justiça, pois havia em seu desfavor uma ordem de prisão expedida na Comarca de Mutum.

A investigação desta quadrilha iniciou-se a cerca de três meses, e outros  05 integrantes já haviam sido presos, valendo-se ressaltar que outros comparsas ainda estão foragidos.

Trata-se da maior e mais bem organizada quadrilha de traficantes de drogas que operavam na região, com integrantes até na capital do Estado do Espírito Santo, e havia até mesmo  divisão de tarefas entre eles.

Com a prisão de mais um dos autores, a PCMG deu um duro golpe nesta modalidade de crime, pois tirou de circulação criminosos que prejudicavam toda a sociedade mutuense.

As investigações prosseguem e outros envolvidos poderão ser presos a qualquer momento.

Informações PC

Compartilhe

PinIt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.