Corpo de Bombeiros dá orientações para que brincadeira com pipa seja praticada com segurança

matéria pipa (2)

Julho, mês de férias, inverno e ventos mais intensos. Uma combinação perfeita para soltar pipas. A brincadeira se torna bastante comum entre crianças e adolescentes durante esta época do ano. Mas brincar de empinar pipas requer cuidados a quem gosta desta prática para não correr riscos ou provocar acidentes. O Corpo de Bombeiros Militar dá orientações para evitar ocorrências com pipas.

Sargento Aderson Prates do Corpo de Bombeiros de Caratinga destaca que a primeira orientação é que as pessoas procurem locais abertos para a prática da atividade e que elas jamais usem o cerol. O uso do cerol – mistura de cola e vidro moído – é proibido por lei. Os responsáveis por menores que se envolverem em acidentes relacionados com o uso do cerol serão responsabilizados.

Quem for flagrado usando cerol ou linha cortante está sujeito ao pagamento de multa, que varia de R$ 100 a R$ 1,5 mil, podendo ser agravada. O Corpo de Bombeiros alerta também para que as pessoas não soltem pipas ou papagaios em dias de chuvas, principalmente, se houver relâmpagos. Outro alerta é não brincar perto da rede elétrica e de fiações e não subir em lajes e telhados para empinar pipas.

A orientação é soltar pipas sem rabiola. Porque em grande parte dos casos a pipa se enrosca em fiação por causa da rabiola. Caso a pipa fica presa aos fios, nunca tente retirá-la. Nunca use canos, vergalhões ou bambus para alcançá-las ou desenrolá-las.

Os bombeiros orientam ainda que os condutores de motos equipem o veículo com antenas antilinhas, já que o acessório evita que eventuais linhas com cerol os atinjam diretamente, causado cortes profundos e até fatais.

Informações TV Super Canal, Caratinga

Compartilhe

PinIt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *