Inhapim: Andarilho é morto. Uma enxada foi usada como arma

andarilho-morto-inhapimO trabalho de investigação da Polícia Civil de Inhapim culminou na prisão Vitarans Francisco Duarte, de 67 anos, natural de São João do Oriente, apontado como o autor do assassinato de Claudio Januário de Souza, de 36 anos, mais conhecido como “Baiano”. Vítima e autor são andarilhos e o crime foi registrado na cidade de Inhapim.

De acordo com o delegado Diogo Medeiros, o próprio autor foi quem acionou a Polícia Militar para denunciar o corpo localizado às margens da BR 116, na terça-feira, 23/06. A princípio, Vitarans negou a autoria do crime, mas as investigações foram contundentes. Conforme apurado pelos investigadores e pelo delegado, vítima e autor, moradores de rua, haviam sido vistos juntos horas antes do fato. Vestígios de sangue na roupa do autor, mãos e braços foram constatados. Pouco tempo depois, Vitarans confessou o crime à Polícia Civil.

O corpo de “Baiano” foi encontrado próximo a um barraco que o autor do homicídio estava utilizando há alguns dias. A vítima estava nua e com ferimentos na cabeça provocados por golpes de enxada. O órgão genital da vítima foi decepado e encontrado a alguns metros de distância em meio a um matagal.

Em entrevista, o autor do crime falou sobre o suposto desentendimento com a vítima. Horas antes do crime, autor e vítima haviam ingerido bebida alcoólica. Vitarans relatou que ao retornar ao seu barraco foi surpreendido com “Baiano” nu dizendo que ficaria com o barraco e propondo uma relação sexual. Segundo o autor, a vítima estava armada com uma faca e uma foice, ele então se apossou de uma enxada e o golpeou. Na sequência, usou a faca para decepar o órgão genital da vítima. O corpo foi arrastado para fora do barraco e colocado às margens da rodovia, em meio ao matagal.

Indagado sobre um arrependimento por ter cometido o crime, Viratrans foi enfático em dizer que não e se mostrou indignado com a suposta proposta do autor.

Segundo o delegado Diogo Medeiros, em virtude do fato narrado, foi lavrado o auto de prisão em flagrante. As armas do crime foram apreendidas e serão periciadas. Vítima e autor possuem passagens pela Polícia. O corpo de “Baiano” foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Caratinga. A vítima era natural de Governador Valadares.

A Delegacia de Polícia Civil empenhou nos trabalhos de apuração os investigadores Amarildo, Flávio e Márcio, sob a coordenação do Delegado Diogo Medeiros.

Com informações da TV Super Canal – Caratinga

Compartilhe

PinIt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.