Belo Horizonte: TRE cassa prefeita Marinalva Ferreira, de Simonésia e convoca nova eleição

marinalva-simonesiaA Corte Eleitoral de Minas Gerais confirmou a cassação da prefeita do município de Simonésia, Marinalva Ferreira (PR) e de seu vice, Geraldo Luiz da Terra Pereira (PMDB), acusados de compra de votos nas eleições de 2012.  A decisão do TRE somente será executada após a publicação do acórdão dos eventuais primeiros embargos declaratórios. A ação foi proposta pelo Ministério Público Eleitoral.

Pesam sobre a prefeita e seu vice, as promessas de doações de material de construção, dinheiro e outros benéficos a eleitores e a contratação de 174 servidores temporários, contrariando os artigos 41-A e 73 da Lei 9504/97.

A cassação da chapa eleita já havia acontecido por determinação da Justiça Eleitoral de Manhuaçu, em fevereiro de 2014, confirmada agora pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral). A prefeita estava no cargo por uma liminar que aguardava o julgamento do mérito do recurso.

Marinalva fica inelegível por 8 anos e terá que pagar uma multa no valor de 50.000 UFIRS (cerca de R$ 135.000,00)

O TRE determinou que seja anulada a eleição de 2012 e realizado novo pleito para os cargos de prefeito e vice do município, nos termos do artigo 224, do Código Eleitoral, tendo em vista que os candidatos foram eleitos com 57,59% dos votos válidos.

Luiz Nascimento, com informações do TRE/MG – contato@manhuacunews.com.br

Compartilhe

PinIt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *