Álcool: Renner, da dupla com Rick, é detido por embriaguez após provocar acidente em SP

rennerE quando dois raios caem no mesmo lugar? Depois de ter passado por um episódio dramático em sua vida em 2001, o cantor Ivair dos Reis Gonçalves, o Renner da dupla sertaneja com Rick, voltou a dirigir sob o efeito do álcool e causou mais um acidente. O músico foi detido após se envolver em uma batida de carro perto do aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, na manhã desta sexta-feira, 26/12. De acordo com a polícia, ninguém ficou ferido e o músico foi indiciado por embriaguez ao volante e fuga do local do acidente. Este ano, Fiuk também se envolveu em um episódio parecido.

Os agentes disseram que a colisão de dois automóveis aconteceu por volta das 8h10 na Avenida Pedro Bueno, na região de Campo Belo. O sertanejo foi levado ao 27º Distrito Policial. Renner passou pelo teste do bafômetro e apresentou uma quantidade de álcool três vezes maior do que o permitido pela lei, conforme informou o delegado Antônio Augusto Rodrigues Silva.

Testemunhas tiveram que tirar a chave do carro para que ele esperasse os policiais

Na tentativa de fuga, o compositor teria colidido com dois postes. Conforme informou os pedestres, foi necessário tirar a chave da ignição para que o cantor aguardasse a chegada dos policiais. Assim como o rebelde Justin Bieber,e como o empresário Buddy Valastro, astro do programa “Cake Boss”, Renner pagou uma fiança de R$ 10 mil para responder ao processo em liberdade. No momento da batida, o artista estava acompanhado de uma pessoa que foi ouvida, liberada e teve a identidade preservada pelo delegado.

Em 2001, o músico se envolveu em um acidente que deixou dois mortos em Santa Bárbara d’Oeste, no Interior paulista. Luís Antônio Nunes Aceto e a namorada, Eveline Soares Rossi, seguiam de moto para Campinas quando Renner, dirigindo uma BMW em alta velocidade, perdeu o controle do veículo, atravessou a pista e atingiu os dois, que morreram na hora. Ele foi condenado em 2008 a pagar 2 mil salários mínimos cerca de R$ 1,4 milhão. O prazo para a indenização expirou em março de 2009 e desde lá, a família tem recebido apenas repasses de arrecadação do artista com direitos autorais, conforme decisão judicial.

www.msn.com.br

Compartilhe

PinIt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.