Regional: campo do Nacional é reprovado em Muriaé; Vem aí a Copinha Santa Clara

BombeirosmuriaeO Comandante da 3ª Cia do Corpo de Bombeiros, sediada em Ubá e da qual faz parte o Pelotão de Muriaé, Capitão Patrick Tavares convocou a imprensa para uma entrevista coletiva, nesta quarta-feira, 22/01, na sede do pelotão e fez esclarecimentos sobre a situação do estádio do Nacional que foi reprovado pela corporação para sediar partidas oficiais.

estadio-muriaeA reprovação do Soares de Azevedo gerou muita discussão e insatisfação da diretoria do Nacional que considerava que o novo campo poderia ser liberado com restrições e com isso a equipe poderia estrear no próximo domingo diante do Tombense em Muriaé. O jogo acabou sendo adiado para o dia 25 de fevereiro, em Muriaé.

Na segunda-feira, 20/01, dirigentes do clube procuraram a imprensa e tornaram pública a reprovação do estádio e manifestou seu ponto de vista divergente do parecer dos bombeiros, o que acabou gerando polêmica e, parte da torcida e população em geral criticou a postura dos militares, clamando pela liberação do estádio.

Segundo o comandante dos bombeiros, que estava acompanhado do militar, Sargento Filho, responsável pelos processos de vistorias do pelotão de Muriaé, o episódio motivou a coletiva para que a corporação pudesse apresentar sua posição.

Confira os principais pontos da coletiva:

Alerta à diretoria do Nacional

“Foram enviados ofícios aos diretores do Nacional, alertando quanto à necessidade de aprovação do projeto de prevenção contra incêndio e pânico para que as obras fossem executadas atendendo a legislação vigente. Os ofícios foram enviados em março e junho de 2011, o que demonstra a boa vontade dos bombeiros para com o clube, que infelizmente não concluiu o projeto antes. Mas isso não é culpa do Corpo de Bombeiros. Nós seríamos irresponsáveis sim, se aprovássemos um estádio sem condições mínimas de seguranças para as pessoas e isso nós não vamos fazer”, afirmou o capitão Patrick.

O oficial disse mais: “E no dia 4 janeiro de 2013, os bombeiros retornaram ao estádio para nova vistoria emitindo, novamente, parecer com alerta sobre a questão da elaboração do projeto, que no entanto, foi aprovado somente no dia 8 de dezembro de 2013.

Liberação do estádio com restrição

O Sargento Filho deu esclarecimentos quanto à polemica da chamada “aprovação com restrições”: “A classificação de laudo aprovado com restrição está prevista na portaria 124, quando é comprovado que todas as medidas mínimas necessárias foram executadas e que as pendências não comprometem a segurança das pessoas, o que não é o caso do Nacional, que no dia da vistoria (16/01) mostrou entre outros problemas, não funcionamento do sistema de hidrante e a saída de emergência estava com piso irregular gerando risco em caso de uma fuga em massa de público. Dessa forma não há o que se falar de aprovação com restrição”.

Prazos

Comandante Patrick falou também sobre os prazos para finalização das intervenções no estádio: “Não é o bombeiros que define prazo. A competição é que está impondo prazo limite para o clube. Nós faremos nosso papel a qualquer tempo. Mas especificamente no caso do laudo atual, a solicitação de vistoria deu entrada no dia 14 de janeiro, sendo assim, o Nacional pedindo ou não, o bombeiro tem até o próximo dia 29 para voltar ao estádio e fazer nova vistoria a fim de conferir se as irregularidades foram sanadas. Se tudo estiver ok, será aprovado, se não, a reprovação será mantida e o clube terá que entrar com nova solicitação assim que possível”, explicou.

Fonte: www.radiomuriae.com.br

 

Copinha Santa Clara começa no sábado, 26/01

A Copinha Santa Clara de Futsal edição 2014 terá início no dia 26 de abril, próximo sábado, com o término previsto para o dia 07 de junho (sábado).

Este evento é uma promoção e realização da Santa Clara, na pessoa do empresário Sr. Everardo Pessoa, que através do seu dinamismo, visão empresarial e social vez com que a Copinha se tornasse tradicional no cenário esportivo Manhuaçuense, e tem contribuído e muito para a formação educacional e esportiva de muitas crianças.

Informações Agildo Soares Dutra 

Compartilhe

PinIt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *